BIOGRAFIA

CANTORA E COMPOSITORA DE ORIGEM JUDAICA, FORTUNA CRESCEU EM SÃO PAULO LIGADA À MÚSICA, À DANÇA E AO TEATRO.
Foto: Gal Oppido

Fortuna, cantora e compositora brasileira de origem judaica, tem uma trajetória musical de mais de 30 anos, inicialmente marcada pelas suas raízes do Oriente Médio, Judaicas, Árabes e dos judeus da Espanha e Portugal (Sefarad). Pesquisadora de músicas do mundo, Fortuna estabelece pontes entre sua música e diversas religiões e culturas do mundo.
O resultado dessa pesquisa iluminou sua trajetória. Fortuna gravou, de forma independente, seus oitos CDs: La Prima Vez, Cantigas, Mediterrâneo, Mazal, Cælestia, Encontros, Novo Mundo e Novos Mares. Com distribuição internacional, receberam elogios da crítica e destaque em premiações de peso. Mediterrâneo venceu o 10º Prêmio Sharp de Música como melhor disco produzido em língua estrangeira e o selo americano Putumayo, especializado em coletâneas de “world music”, incluiu cinco canções gravadas por Fortuna em suas coletâneas.

Novos Mares, lançado em 2016 pelo Selo Sesc, trouxe novidades em relação aos seus trabalhos anteriores. Mais autoral, Fortuna assina a composição de cinco das treze músicas do repertório do CD, traçando o percurso dos judeus orientais que saíram de Alepo (Síria) e do Oriente Médio em geral, cantando temas em árabe, hebraico e francês, e chegando ao Brasil, com o tema autoral Branca Dias, uma homenagem aos Cristãos Novos (Anussim) e ao Crypto-Judaísmo, tema bastante abordado atualmente pelos historiadores contemporâneos.

Em Mares da Memória, apresentado em Portugal no Festival MIMO 2019 (Amarante), Fortuna apresenta músicas novas como Sopra o Vento ( Fernando Pessoa- Jardel Caetano) além de toda a diversidade musical impregnada no cancioneiro Ladino.

Em 2018, Fortuna fez a trilha musical da peça Amor Profano, com Vivianne Pasmanter e Marcello Airoldi. O texto, bastante polêmico, é do israelense Motti Lerner.

Seu programa “Todos os Cantos”, tem garimpado as preciosidades sonoras do planeta. Foi veiculado primeiro pela Rádio UOL, durante 12 anos. Um verdadeiro marco na história do rádio pela internet. Posteriormente, durante mais de 7 anos, foi transmitido pela Rádio Cultura FM.

Atualmente ela apresenta o Podcast “Todos os cantos” nas plataformas de streaming e no YouTube trazendo a diversidade musical do planeta e do Brasil.

Como atriz, Fortuna participou do musical “José e seu Manto Technicolor”, de Andrew Lloyd Weber, dirigido pelo premiado Iacov Hillel. O sucesso do espetáculo, também voltado para crianças e adolescentes, despertou na artista o desejo de orientar seu foco para o público infantil.
Nasceram assim novos projetos.

Em novembro de 2008, a cantora lançou, numa produção do Selo SESC, o CD, o DVD e o espetáculo Na Casa da Ruth. No repertório, poemas da escritora Ruth Rocha musicados por Hélio Ziskind. Com direção de Naum Alves de Souza, o espetáculo foi visto por mais de 20 mil espectadores ao longo de 4 anos.

Em outubro de 2012 Fortuna lançou o CD Tic Tic Tati, com poemas e histórias da escritora Tatiana Belinky, também musicados por Hélio Ziskind. Produzido pelo Selo SESC, em 2013 o trabalho recebeu duas indicações para o 24º Prêmio da Música Brasileira nas categorias Álbum Infantil e Projeto Visual.

O musical, criado para o lançamento do CD, teve a direção de Roberto Lage e foi outro sucesso de público e crítica. O espetáculo foi registrado e transformado em DVD, com um bônus de três animações dirigidas pela cineasta Tata Amaral.
Lançado em outubro de 2014 o DVD Tic Tic Tati foi vencedor do Prêmio Governador de Estado 2014, na categoria “Arte para Crianças”, pelo voto popular.

Em 2017, seguindo a parceria de sucesso com Hélio Ziskind, Fortuna lança pelo Selo Sesc, o seu terceiro CD infantil: “Tchiribim Tchiribom – Cantando pelo Mundo”. Um passeio pelas tradições musicais de povos e regiões ao redor do mundo, como China, Israel, África, Itália, México e Nova Zelândia. Outra parceria decorrente do projeto foi com o grupo Grand Bazaar e suas canções ciganas e dos Balcãs. Eles participaram da gravação do CD, criando arranjos em conjunto e tocando em todas as faixas.
O espetáculo musical criado para o lançamento do CD tem direção de Roberto Lage e traz Fortuna como uma “cantadora de histórias”. Fortuna dá sequência ao seu tradicional trabalho de apresentar músicas do mundo, levando este universo de povos e culturas de forma divertida para o público infantil.

Desde novembro de 2019, Fortuna vem lançando singles e EPs que formarão seus novos álbuns “Sacred Memories” e “Vida”, a ser lançado em 2021. Neste trabalho se juntam contemporaneidade e ancestralidade. O público poderá apreciar dois aspectos da trajetória de Fortuna, com a reunião de músicas contemporâneas com temas de memória ancestral, numa mescla das vertentes que marcaram seus mais de 30 anos de carreira. O repertório relembrará algumas antigas parcerias de Fortuna como ‘A Lua no Cinema’, com o poeta Paulo Leminski nos anos 80, além de outras canções atuais como ‘Sopra o Vento’, poema de Fernando Pessoa, musicado por Jardel Caetano” e “Para Além do Céu”, de Paulo Tatit e Filipe Edmo.

×